Como criar uma iguana: conheça os cuidados com esse réptil tão querido

Postado por PETZ, em Atualizado em Nov 14, 2018

Répteis
Como criar uma iguana: conheça os cuidados com esse réptil tão querido
Tempo de leitura: 4 minutos

Quem já passou um tempo observando iguanas sabe o quanto esses animais são fascinantes. Junte a isso o fato de elas passarem o tempo todo no terrário e, pronto: muita gente conclui que elas são uma ótima opção de pet para quem não deseja ter trabalho.

Pois saiba que não é bem assim!

Embora as iguanas, de fato, quase não exijam tempo de interação, é preciso muita dedicação para mantê-las saudáveis e em ambiente adequado. Ainda tem dúvidas sobre o tema? Confira abaixo dicas de como criar uma iguana.

Terrário: a casa da iguana

De acordo com a médica-veterinária especialista em animais silvestres da Petz Dra. Mariana Pestelli, este é o item mais importante para quem deseja ter uma iguana doméstica. Isso porque, assim como os outros répteis, elas possuem sangue frio e regulam sua temperatura interna a partir da temperatura externa

Isso significa,  que esses tipos de pets dependem de condições ambientais adequadas para garantir o correto funcionamento de seu metabolismo. Por isso, que um dos principais passos de como criar uma iguana, é garantir um cantinho confortável e ela, e que ofereça as condições climáticas adequadas.

Para saber quais são essas condições, a especialista diz que o segredo é olhar sempre para o local de origem do réptil. No caso das iguanas, elas são um lagarto brasileiro, mais precisamente da região amazônica e vão se sentir mais a vontade com o clima parecido com o da sua região.

A seguir, veja quais são e como devem estar regulados os principais acessórios de um terrário de iguana:

Controlador automático termo-higro

Serve para ajustar e manter temperatura e umidade do terrário sempre estáveis, podendo estar conectado a um cooler ou resfriador. Deve ser ajustado para deixar a umidade em torno de 80% e a temperatura média em 30°C.

Lâmpada com emissão UVA e UVB

A exposição solar também influencia no bem-estar dos répteis e é isso que esta lâmpada vai reproduzir. No caso das iguanas, que originalmente vivem sob uma iluminação equatoriana, a lâmpada deverá ficar ligada pelo menos 12 horas por dia.

Troncos verticais

Embora muita gente associe as iguanas às pedras aquecidas, a Dra. Mariana diz que elas não são tão práticas, visto que esse pet é arborícola, isto é, tem o hábito de subir em árvores. Por isso, um terrário vertical com troncos é fundamental para manter a qualidade de vida dele.

É importante lembrar que, em condições adequadas, a iguana só tende a crescer, e o terrário deve sempre crescer junto com ela. Além disso, é fundamental que ele seja seguro e conte com um respirador para garantir a renovação do ar.

Alimentação

Outro fator que deve ser analisado com muito cuidado na hora de como cuidar de uma iguana é a alimentação. Com a popularização desses pets como animais de estimação, hoje em dia, é possível contar com rações específicas para elas. O que não quer dizer que você não possa complementar a alimentação com frutas, legumes e verduras sempre muito bem lavados, de preferência com água filtrada.

Lembrando que as iguanas são predominantemente vegetarianas. Por isso, nunca ofereça proteína animal a elas! Quanto à quantidade e à frequência, a Dra. Mariana alerta que um veterinário sempre deverá ser consultado a fim identificar as necessidades alimentares específicas do seu pet.

Cuidados com a saúde e a higiene da iguana

Uma das vantagens de ter uma iguana como animal de estimação é que o terrário dela não demanda muito em termos de higiene. Basta lavar comedouro e bebedouro diariamente e limpar o terrário uma vez por semana.

Já com relação aos cuidados com a saúde, a Dra. Mariana explica que a chave para uma iguana sadia está na correta manutenção do terrário e da alimentação. “Mantendo o ambiente ‘redondinho’, o pet fica saudável”, diz. “O problema é que em 90% dos casos as pessoas não fazem isso”, lamenta a especialista.

Nesse sentido, ela alerta que, além de ficar atento à instalação e ao funcionamento de acessórios como termostato, higrômetro e lâmpada UVA e UVB, é preciso respeitar também a validade dos produtos, já que alguns deles devem ser trocados com regularidade.

Além disso, recomenda-se levar a iguana a um veterinário especializado ao menos uma vez por ano para um check-up, e sempre que ela se mostrar prostrada e mais quietinha que o habitual, o que costuma indicar problemas de saúde. Se interessou em como criar uma iguana?, saiba que seus acessórios costumam ser importados e têm um custo elevado. No entanto, eles são fundamentais para garantir longevidade e qualidade de vida a esse réptil. Já se você já tem uma iguana e percebeu que está faltando alguma coisa, visite o site da Petz e garanta já os equipamentos que darão mais bem-estar à sua amiga!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *