Como adaptar um filhote de cachorro: saiba como receber o pet em casa

Postado por PETZ, em Atualizado em Oct 26, 2020

Adoção
Como adaptar um filhote de cachorro: saiba como receber o pet em casa
Tempo de leitura: 4 minutos

Uma das maiores demandas que os adestradores recebem, em termos de comportamento, é em relação a como adaptar um filhote de cachorro em um novo lar. Afinal, é muito prazeroso ter um cãozinho em casa para cuidar e dar muito carinho!

No entanto, a preocupação deve ir além do olhar, pois faz parte dos cuidados tornar o convívio presente e futuro o melhor possível. Separamos algumas dicas para lhe ajudar a receber filhotes de cachorro em casa. Confira!

Todo cuidado é pouco com um filhote de cachorro

Adotar um cachorro filhote é como a chegada de um bebê humano, e é aí que está o gancho! Por mais que sejam parecidos, cada um tem suas particularidades.

Imagine que o filhote foi retirado do seio maternal aos 45 dias de vida. Quando levado para a casa da sua nova família humana, ele não conhece o ambiente. Por isso, por mais amorosos que o tutores sejam, ele precisa passar por um processo de adaptação.

Respeite o tempo do filhote

O período mínimo para que o animalzinho tenha uma boa socialização com sua mãe e irmãos é 45 dias. Nessa fase, acontece a educação psicológica dos pets, e só então ele estará em condições de embarcar para um novo lar.

Outra dica muito importante é separar algum objeto que esteve junto com a ninhada para que possa ajudar na hora de adaptar seu cãozinho filhote ao novo lar.

Leve o filhote de cachorro durante o dia para casa

Procure levar o filhote o mais cedo possível para casa – não deixe para buscá-lo à noite. Chegue cedo em casa com ele e o deixe reconhecer o ambiente, brinque, alimente-o e passe o dia inteiro com ele. Se possível, fique com o cãozinho no espaço onde ele irá dormir.

Não pense em deixá-lo na garagem ao chegar à noite em casa. Afinal, não é porque você não tem vizinhos por perto que ele pode chorar à vontade, cansar e dormir. Muito pelo contrário, evite deixá-lo chorando.

Saiba adaptar um filhote de cachorro com a sua rotina

Assim como os bebês humanos, que têm um acompanhamento médico intenso nos primeiros meses de vida, os tutores também precisam consultar o médico-veterinário e seguir suas orientações sobre como cuidar de um cachorro filhote.

Aproveite as visitas ao especialista para apresentar o filhote de cachorro ao máximo de estímulos diferentes. Deixe que se acostume com o mundo que o cerca – desde pessoas das mais diversas idades, etnias, compleição física e até sons, como motos, sirenes, ônibus e outros.

Isso deve ser feito para que o cão aprenda e se acostume com essas condições. Assim, você ajuda a reduzir as possibilidades de o animal estranhar os sons e se tornar assustado, medroso ou mesmo agressivo no futuro.

A solução é passear com o bichinho no colo. Claro, com um Golden Retriever ou um Terra Nova já fica mais difícil, mas existe uma solução para isso: passeios de carro.

Escolha uma raça adequada para seu lar

Você é o responsável pelo pet. Portanto, escolha a raça correta para a sua condição. Se você mora em um apartamento, por exemplo, não escolha uma raça de grande porte, como um Fila Brasileiro.

Já se seu cotidiano não permite que você se dedique, não tenha um cachorro com alta demanda energética, como um Labrador ou um Border Collie. Na hora de se informar como cuidar de filhote de cachorro procure pela ajuda de especialistas e adestradores.

Garanta o entretenimento do pet

Também precisamos pensar nos brinquedos. Ao comprar um brinquedo, não pense em deixar o animal se divertir sozinho, simplesmente deixando-o à disposição. Interaja com ele, pois ele terá uma memória lúdica de interação e seu cheiro estará no brinquedo.

O passo seguinte é deixar o brinquedo à disposição. Assim que o objeto for deixado de lado, guarde-o e, quando você for sair, disponibilize-o novamente. Isso vai ajudar a diminuir a ansiedade do animal quando ele precisar ficar sozinho.

Alimente seu amiguinho da forma correta

Ainda com relação aos brinquedos, procure os que são feitos de borracha e possam ser recheados com alimentos, para que sejam levados ao congelador. Isso vai lhe ajudar a saber como alimentar filhote de cachorro recém-nascido, além de estimular a mastigação do bichinho.

Lembre-se de que a dentição deles está em crescimento e logo passarão por uma queda para a troca pelos dentes definitivos, e esse processo irrita a gengiva. Coisas geladas ajudam a aliviar a sensação, um dos motivos pelos quais eles mordem tanto as mãos e objetos da casa.

Quer adquirir os melhores brinquedos para adaptar um filhote de cachorro ao seu lar? Então, consulte nosso Pet Shop on-line ou visita a loja Petz mais próxima de você!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 Comentários

Gizelle Ribeiro - 06/11/2019

No Petz tem feira de adoção ?

Petz - 19/12/2019

Tem sim, Gizelle!
Temos pets para adoção em quase todas as nossas lojas. Entre em contato com a loja de sua preferência para obter mais informações: dicaspetz.com.br/nossas-lojas
Abraços!