Vacina de cachorro: quando e por que imunizar o seu amigo

Postado por PETZ, em Atualizado em Jul 16, 2020

Bem-Estar
Vacina de cachorro: quando e por que imunizar o seu amigo
Tempo de leitura: 3 minutos

Nos últimos tempos, ganhou força um movimento de pessoas que se posicionam contra as vacinas, o que é preocupante. Uma prova da eficácia da medida preventiva tem relação com uma vacina de cachorro: graças às campanhas de imunização pela vacina antirrábica, a doença foi praticamente erradicada na América Latina. 

cachorro com língua de fora

Outras doenças, como a cinomose, não são consideradas zoonoses — ou seja, não passam dos pets para os seres humanos —, mas colocam em risco a vida do seu amigo. Para te ajudar na tarefa de mantê-lo protegido, montamos um guia com informações sobre as principais categorias de vacina para cachorro. 

Vacina antirrábica

Uma das principais vacinas de cachorros, ela imuniza o pet contra a raiva canina. A doença é uma zoonose grave que ataca o sistema nervoso central. Seus sintomas são agressividade, falta de coordenação motora e salivação excessiva. A doença é fatal tanto para cachorros quanto para seres humanos.

A vacina antirrábica canina deve ser tomada a partir de 12 semanas de vida, de acordo com orientação do veterinário. Depois disso, deve ser reforçada anualmente, respeitando o calendário de vacinação. Esta é administrada em uma dose única inicial com reforço anual. Lembrando que ela é obrigatória. 

Vacina múltipla ou polivalente (V8 e V10)

A vacina múltipla ou polivalente imuniza o pet contra doenças de origem viral e bacteriana. São elas: cinomose, parvovirose, coronavirose, hepatite infecciosa canina, adenovirose, parainfluenza e até alguns tipos de leptospirose. 

A imunização deve ser feita a partir de 6-8 semanas de vida, de acordo com o veterinário. Depois, deve ser reforçada anualmente. Além disso, as doses variam de acordo com a data de início da primeira aplicação, com intervalos de três e quatro semanas entre cada uma. Após a primeira etapa de imunização, exige reforço anual com dose única.

Vacina contra a giardíase

Essa vacina imuniza o pet contra a giardíase. Causada por um protozoário, a doença é uma zoonose que provoca alterações no sistema digestivo. Entre seus sintomas estão: diarreia, náusea, vômitos, gases, dores abdominais e fezes com sangue. Fique de olho nos medicamentos e saúde do seu cãozinho! 

Em casos mais graves, pode levar à morte por desidratação. Embora não previna 100% contra a doença, a vacina reduz sua incidência e gravidade. Portanto, deve ser administrada a partir de 8 semanas de vida, de acordo com o veterinário. 

Depois disso, deve ser reforçada anualmente, respeitando o calendário de vacinação. Nesse caso, são duas doses iniciais, com intervalos de três a quatro semanas entre elas. Após a primeira etapa de imunização, exige reforço anual com dose única. 

cachorro filhote preto

Vacina contra a gripe canina

Essa vacinação de cachorro é efetiva contra a gripe canina. De origem viral e/ou bacteriana, a doença, também conhecida como “tosse dos canis” ou traqueobronquite infecciosa canina (TIC). Seus sintomas são sinais clínicos da gripe, como tosse, espirros, febre, coriza e perda de apetite. Se não tratada, pode evoluir para um quadro grave de pneumonia.

No caso da vacina contra a gripe canina, ela deve ser administrada de acordo com o veterinário. Depois disso, deve ser reforçada anualmente. 

Vacina contra a leishmaniose

Transmitida por meio da picada do mosquito palha, a doença afeta o sistema imunológico, atacando as células fagocitárias, podendo atingir órgãos importantes. Entre seus sintomas mais comuns estão lesões e descamação da pele, problemas oculares e nódulos.

Sendo assim, é preciso que essa vacina de cachorro seja administrada a partir de quatro meses de vida, de acordo com o veterinário. Depois disso, deve ser reforçada anualmente. Nesse caso, são três doses iniciais com intervalo de três a quatro semanas entre cada uma, após a primeira etapa de imunização. Exige reforço anual com dose única.

Atenção ao calendário de vacinação e às datas de reforço!

O intervalo entre a administração de uma dose anual e outra corresponde ao período em que a vacina mantém sua eficácia. Por isso, é importante respeitar as datas estabelecidas pelo veterinário no calendário de vacinação e estar de olho em quais vacinas o cachorro deve tomar. Do contrário, o pet poderá ficar desprotegido.

labrador filhote

Depois de saber como funciona cada vacina de cachorro, que tal conferir o blog da Petz e descobrir mais sobre o universo pet?

 

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *