Intoxicação alimentar em cachorros: saiba como agir

Postado por PETZ, em Atualizado em Dec 6, 2018

Cachorros
Intoxicação alimentar em cachorros: saiba como agir
Tempo de leitura: 4 minutos

Não importa o quão equilibrada seja a ração oferecida ao pet diariamente. Ainda assim, muitos têm o hábito de nos pedir comida e de ingerir tudo o que encontram pela frente. Embora os motivos para isso possam variar bastante, uma coisa é fato: a mania pode trazer sérios riscos à saúde do seu filho de quatro patas, incluindo o de intoxicação alimentar em cachorros.

Podendo ser causada tanto por alimentos do nosso dia a dia quanto por outras substâncias mais inusitadas, a intoxicação é grave e pode, inclusive, levar o pet a óbito. Por isso mesmo, é importante saber reconhecê-la, conhecer as suas causas e, ao suspeitar, o que fazer se o cachorro está intoxicado. Vamos aprender?

 

Causas da intoxicação alimentar em cães

Como o próprio nome do quadro sugere, a intoxicação alimentar ocorre quando o pet ingere alguma substância tóxica ao seu organismo. O problema é que, diferente do que muitos pensam, essas substâncias não se resumem aos venenos. Muito pelo contrário!

De acordo com a Dra. Bruna Veiga, médica-veterinária da Petz Alphaville, os casos mais comuns vistos na clínica são decorrentes da ingestão de alimentos facilmente encontrados em casa. “Comumente, as pessoas acabam oferecendo esses alimentos tóxicos aos pets por não saber que eles fazem mal”, diz a especialista. “Ou os pets acabam roubando esses alimentos”, completa.

Isso porque certos alimentos que podem ser consumidos por nós são, na verdade, bastante tóxicos para os pets. É o caso, por exemplo, do chocolate, da uva, da cebola, do alho, da macadâmia, do abacate, entre outros. Na dúvida, dê preferência aos petiscos específicos para cães, ainda que algumas frutas sejam liberadas, como maçã e banana.

Para os cães mais curiosos, vale ficar atento também aos itens “não comestíveis” presentes na casa, como plantas, produtos de limpeza e até mesmo o veneno de carrapatos usado no próprio cachorro para combater os ectoparasitas.

 

Como saber se o cachorro está com intoxicação alimentar

Saber reconhecer o quanto antes é uma medida que contribui, e muito, para melhorar a resposta ao tratamento e saber o remédio para intoxicação alimentar de cachorro ideal.

No entanto, isso nem sempre é fácil para os tutores, já que diversos sintomas da intoxicação são comuns também a outras doenças. Conheça os principais:

  • Vômito
  • Diarreia
  • Sialorreia (salivação excessiva)
  • Apatia
  • Dor abdominal
  • Convulsão (em casos mais graves)

 

Principalmente para cachorros com sistema gastrointestinal sensível, é importante ressaltar que nem toda indigestão configura uma intoxicação alimentar. “O pet pode apresentar um quadro de gastroenterite ou hipersensibilidade alimentar”, diz a Dra. Bruna.

Já a intoxicação costuma estar relacionada a quadros mais graves, normalmente com mais de um sintoma associado.

 

Intoxicação alimentar em cachorros: o que fazer

Caso note que seu pet ingeriu alguma substância tóxica, não espere os primeiros sintomas e leve-o imediatamente ao veterinário. Quanto antes você fizer isso, menor será o sofrimento do seu amigo e mais rápido e eficaz será o tratamento.

Por outro lado, se o pet apresenta sintomas de intoxicação, mas você não tem certeza do porquê, é importante tentar investigar.

Além, é claro, de procurar um serviço de pronto atendimento com urgência. “Cada alimento intoxica por substâncias diferentes, por isso, o tratamento também será diferente, dependendo da causa”, esclarece a Dra. Bruna.

Segundo a especialista, outras informações – como quantidade e há quanto tempo o alimento foi ingerido – também são de grande ajuda. “Quanto mais informações você puder dar, melhor e mais rápido será o atendimento”, diz.

Ainda que o tratamento varie de acordo com a substância ingerida, ele se baseia principalmente em fluidoterapia (administração de soro), lavagem gástrica e medicações injetáveis. Lembrando que todos os procedimentos devem ser feitos somente por um veterinário!

 

Cachorro intoxicado: pode dar leite e outros mitos

O que não falta na internet são dicas de remédio caseiro para tratar a intoxicação alimentar em cães. Entre os mais populares estão, por exemplo, a administração de leite e a indução ao vômito, feita pelo próprio tutor. Não caia nessa!

Além de ser ruim para o organismo do pet, o leite pode agravar ainda mais a intoxicação. Já a indução ao vômito, só um veterinário poderá dizer se ela é ou não recomendada, visto que, dependendo da substância ingerida, ela pode tanto melhorar quanto piorar o quadro. Sem mencionar o fato de que uma indução mal feita pode ocasionar mais sofrimento e diversos prejuízos à saúde do cachorro.

Seu cão anda apresentando algum sintoma ou mudança de comportamento? Não deixe de levá-lo ao veterinário o quanto antes! Encontre a clínica Petz mais próxima a você e descubra em nosso Pet Shop on-line dicas de tratamento para a intoxicação alimentar do seu cachorro.

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *