10 sintomas de gato doente

Postado por PETZ, em Atualizado em Dec 16, 2020

Bem-Estar
10 sintomas de gato doente
Tempo de leitura: 7 minutos

Há quem diga que os felinos são os pets ideais para o mundo moderno. Graças ao seu comportamento independente, muitas tarefas do dia a dia são facilitadas, combinando perfeitamente com uma rotina agitada! Mas tanta independência pode dificultar alguns pontos, como perceber um gato doente

gato deitado em caixa de papelão

Os bigodudos prezam por sua individualidade e, por isso, dificilmente demonstram alguma fraqueza. Assim, perceber gato doente pode ser um desafio. Pensando nisso, consultamos uma médica-veterinária que nos explicou como perceber que seu bichano precisa de ajuda. 

Por que é difícil notar um gato doente? 

Não é de hoje que os bichanos trazem alegria e carinho para nossos lares. De acordo com historiadores, a aproximação com os humanos começou há milênios. Com seus sentidos de predador, os bigodudos mantinham os ratos afastados das plantações e, por isso, manter esses instintos aguçados foi sempre muito importante.

Isso explica porque hoje é tão difícil perceber um gato recém-nascido doente ou até mesmo os adultos. A independência é algo valioso na vida selvagem. Pense bem: um felino que aparenta estar fraco e abatido seria um alvo fácil para outros animais, não é mesmo? 

Como os bichanos mantêm seus sentidos de pequenas feras, é sempre muito difícil perceber um gato doente. Entretanto, alguns sinais ajudam a saber quando seu pet precisa de ajuda! Continue lendo para aprender. 

Sinais de um gato doente

Ao ficar de olho em alguns comportamentos do seu bichano, será fácil perceber que ele precisa de ajuda! A Dra. Renata Brunetto, médica-veterinária da Petz, explica os principais sintomas de gato doente

1. Alterações de comportamento 

Essa é a primeira dica de como saber se o gato está doente. Todo tutor conhece seu pet como ninguém. Por isso, você é a pessoa mais indicada para perceber que seu amigo está diferente. De acordo com a Dra. Renata, o comportamento pode alterar de acordo com a personalidade do peludo. 

“Se o bichano é mais agitado, pode ficar mais quieto e arredio”, comenta. Já os pets mais tranquilos ficam mais estressados e miando com mais frequência. Por isso, mudanças na rotina e nas atitudes gerais do bichano são sempre um sinal de alerta. Se observar que seu amigo tem mudado de personalidade, fique atento a outros sintomas. 

2. Apatia

Não há bichano que resista a uma boa brincadeira! Mesmo os pets mais tranquilos de vez em quando se rendem aos brinquedos de gato. Correr, saltar e perseguir objetos é algo muito natural para os pets! 

Esse comportamento está presente em seu DNA, pois simula as caças praticadas pelos felinos selvagens! Por isso, se seu amigo está sem energia, é um sinal de atenção. Se mesmo após estímulos o bichano não responder, um veterinário deve ser consultado. 

3. Falta de apetite 

Quem tem um bichano em casa sabe que nossos amigos não resistem a um bom pote de ração. Em alguns casos, basta ouvir o barulho da embalagem do alimento para que o peludo abandone tudo o que está fazendo na tentativa de obter seu petisco favorito! 

Dado que gato doente não come muito, se notar que o amigo de repente está indiferente à hora da refeição, talvez você esteja com um gato doente. A Dra. Renata explica que diversas enfermidades causam a perda de apetite nos pets. 

A especialista lembra ainda que os bichanos são muito organizados e, geralmente, gostam de se alimentar em certos momentos do dia. Por isso, se chegou a hora de dar ração e seu peludo não demonstrou interesse, fique atento a outros sinais. 

4. Vômitos e náuseas

No caso dos bichanos, os vômitos podem ser um pouco mais frequentes. Graças aos seus hábitos de limpeza, é comum que os felinos regurgitem de vez em quando. Quem nunca viu um gato expelir a famosa “bola de pelos”? 

Entretanto, se o pet está vomitando com frequência, talvez esse seja um sintoma de um problema de saúde. Outros sinais de alerta incluem: tentar vomitar e não conseguir e vômito com aspecto escuro, sanguinolento ou fétido. Se isso ocorrer com seu peludo, busque um veterinário o mais rápido o possível. 

5. Dificuldade para urinar

Entre os sinais de que o gato está doente está a hora de fazer xixi. A Dra. Renata explica que um bichano doente pode apresentar alguns problemas na hora de urinar. Caso o pet manifeste um dos quadros abaixos, fique atento: 

  • Tentar fazer xixi sem sucesso: alguns quadros urinários podem deixar o bichano com dificuldade de expelir a urina. Nesses casos, é comum que o peludo vá a caixinha várias vezes ao dia, mas a areia continue seca;
  • Muitos xixis curtos: outro sinal de alerta é quando o pet vai ao banheiro muitas vezes e seu xixi sempre é curto e rápido. Esse sintoma também está relacionado a problemas urinários,
  • Xixi fora do lugar: como sabemos, os bichanos sempre preferem enterrar suas necessidades. Um xixi fora do lugar pode ser sinal de que seu pet não conseguiu segurar. Nesse caso, é necessário uma visita ao veterinário. 

gato cinza do olho azul

6. Urina e fezes com aspecto diferente 

Pode parecer um pouco estranho, mas os veterinários reforçam: observar a urina e as fezes é uma ótima forma de monitorar a saúde do seu filho de quatro patas! Porém, no caso dos bichanos, a caixa de areia pode dificultar essa análise. 

Apesar de muito prática, a areia comum aglutina a urina e dificulta, por exemplo, notar a presença de sangue. Por isso, se você quer saber se seu gato está doente, a dica é colocar um pano limpo embaixo da areia. 

Dessa forma, você poderá olhar a cor e consistência do xixi de forma mais clara. Outras formas de substrato higiênico, como a sílica, também facilitam a observação. 

7. Dificuldade de locomoção

Os bichanos são conhecidos por sua capacidade atlética! Geralmente, os bigodudos não têm dificuldade para saltar grandes distâncias ou passar por locais apertados. Por isso, a dificuldade de locomoção sempre merece atenção. 

Um gato cambaleando nunca é um bom sinal. A Dra. Renata afirma que vários quadros de saúde podem causar dificuldade para se movimentar, como intoxicação, problemas neurológicos ou traumas físicos. Assim, levar seu pet a um veterinário é essencial. 

8. Sensibilidade ao toque

A individualidade típica dos felinos também está presente na hora do carinho! Muitas vezes, os bichanos gostam de escolher a hora do cafuné, e evitam uma carícia em um momento inoportuno. 

Entretanto, se o pet evita ser tocado até mesmo pelos membros da família, ele pode estar com um problema de saúde. Esse sinal é especialmente alarmante para os bichanos que são naturalmente carinhosos. Se do dia para a noite seu amigo se tornou arredio e arisco, procure um veterinário 

9. Miados e ronronados 

Os miados são uma forma natural de comunicação do bichano e nem sempre indicam que algo está errado. O ronronar então, geralmente está associado a um momento de prazer, e dificilmente será associado a uma doença, não é mesmo? 

Entretanto, especialistas explicam que, em alguns casos, o ronronado excessivo pode ser um sinal de alerta. Se seu pet está miando muito e ronronando de forma rouca e constante, ele pode estar com um problema de saúde. Busque ajuda de um profissional. 

10. Falta de higiene 

Por fim, um dos sinais mais claros de um gato doente: a falta de higiene. Como sabemos, os bichanos são pets muito limpinhos. Gostam de tomar banhos diários e não suportam um espaço mal organizado. 

Assim, quando seu amigo apresenta sinais de descuido com a própria aparência, visite um veterinário o mais rápido possível. A Dra. Tatiana Pavan, médica-veterinária da Petz, reforça a atenção a esse ponto. 

“Essa é uma dica muito importante. O tutor deve ter atenção aos hábitos de higiene e a pelagem do gato. Gatinho com os pelos sujos ou cheirando mal, é sinal de alerta! Fale com seu veterinário”, reforça. 

gato deitado

Monitorar a saúde dos nossos amigos de quatro patas é um ponto importante de uma tutoria responsável. Com esses 10 sinais de um gato doente, você poderá ficar mais atento ao bem-estar do seu bichano. Quer mais dicas que auxiliam no bem-estar dos peludos? Não deixe de conferir o blog da Petz!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *